Os Disquinhos de Braguinha

A Coleção Disquinho, lançada pela Gravadora Continental em 1965 fez grande sucesso entre as crianças brasileiras. Eram compactos de vinil coloridos e traziam belas histórias infantis com músicas interpretadas pelo elenco do Teatro Disquinho.

As narrações de muitos destes discos eram de Sônia Barreto e Isis de Oliveira e contavam com arranjos sofisticados. As músicas eram compostas e adaptadas por João de Barro, Elza Fiúza (autora, ela mesma, de algumas historinhas e melodias) e Sílvia Helena Fiúza. As orquestrações eram feitas por Radamés Gnattali, entre outros maestros da época que trabalhavam para a gravadora.

Você pode conhecer mais sobre a Coleção Disquinho na matéria do blog Luis Nassif Online.

João de Barro, também conhecido como Braguinha, é considerado o compositor de carreira mais longa no Brasil, tendo mais de 400 músicas gravadas. Assumiu a direção artística da gravadora Continental em 1943. Teve então a ideia de produzir discos para crianças. Grandes nomes da música brasileira, como Dalva de Oliveira,  fizeram parte da coleção.

Ao todo foram lançados pela coleção 70 disquinhos, com histórias adaptadas de contos de fadas e do folclore brasileiro. Algo inovador e totalmente pioneiro para época. Foram mais de 5 milhões de cópias vendidas entre o início dos anos 60 e o início dos anos 80.


As capas dos compactos eram ilustradas. Essas imagens ficaram marcadas no inconsciente coletivo das crianças da época e hoje fazem parte da memória cultural brasileira.

Em nossa pesquisa, infelizmente não conseguimos descobrir o nome do ilustrador ou ilustradores. Veja abaixo algumas dessas capas. As imagens estão em baixa resolução, mas valem pela lembrança 


Você pode ouvir as histórias e músicas no youtube.


Fontes pesquisadas:


carissimascatrevagens.blogspot.com

fashionbubbles.com

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *