O Samba de Geraldo Pereira, o escurinho!

Depois que aprendeu a tocar violão, o jovem Geraldo Pereira começou a compor seus primeiros sambas. “Se você sair chorando”, interpretada pelo cantor Roberto Paiva, fez algum sucesso no Carnaval de 1940. Depois, com Wilson Batista, fez o samba de breque “Acertei no milhar”, sucesso nacional na voz de Moreira da Silva. Compôs 77 músicas. Em 1940 conheceu o cantor que iria se tornar seu ´padrinho´, como carinhosamente chamava o intérprete que gravaria doze sambas de sua autoria: Ciro Monteiro. Ouça o samba que muitos reputam como uma verdadeira auto-biografia do compositor, na voz de Ciro:


Gravação original de 1955 do clássico samba “Escurinho”, de Geraldo Pereira, por Ciro Monteiro. Flauta de Altamiro Carrilho e Raul de Barros no trombone.
“Acertei no milhar”, de Geraldo Pereira e Wilson Batista, com Moreira da Silva. Gravação de 1940. Gravadora Odeon.

Em 1971, a cantora Gal Costa incluiu em seu álbum “Gal a todo vapor” a música composta em 1944, “Falsa Baiana”, que já denunciava o desvirtuamento de nossos maiores valores. Ouça:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *